Micose de pele: 7 possíveis causas

Leitura: 19 min.

A micose de pele é uma infecção localizada no tecido cutâneo que tem como causadores os fungos, que são microrganismos encontrados amplamente no ambiente.

Diferentes espécies de fungos podem causar diferentes tipos de micoses de pele que podem atingir não só o tecido cutâneo como também cabelo e unhas, e no caso das mais graves até mesmo alcançar os órgãos internos.

Por isso, é importante conhecer quais são os principais tipos de micose de pele e saber quando procurar ajuda de um profissional especializado para iniciar o tratamento adequado.

Foi pensando nisso, que elaboramos um conteúdo completo com tudo que você precisa saber sobre micose de pele.

O que é micose de pele?

A micose de pele é uma infecção causada por fungos, e existem várias espécies de fungos que podem ser responsáveis por causar a micose de pele em humanos.

Por isso, podemos dizer que seus sintomas podem ser variados, bem como a sua localização, pois vai depender da espécie de fungo responsável pela contaminação. 

Essas micoses de pele podem ser transmitidas de pessoa para pessoa, de animais para pessoa e também da natureza para a pessoa, envolvendo plantas, solo e espinhos. 

Geralmente ocorrem através do contato com a área atingida por meio de fissuras na pele, por onde os microrganismos penetram a pele.

Locais como piscinas, areia, áreas de banho, animais infectados e chão são locais onde há uma grande quantidade desses microrganismos, e por isso representam risco em potencial. 

Comumente também são confundidas com outros tipos de doenças de pele como psoríase e dermatite atópica, que não estão relacionadas com a contaminação por microorganismos.

Geralmente as micoses acometem a pele, cabelo e unhas, os fungos mais comuns causam micoses superficiais.

Entretanto, as profundas podem atingir órgãos internos e provocar sérios problemas para a saúde.

Por isso, em caso de suspeita de micose de pele é importante procurar um profissional de saúde especializado em dermatologia.

Esse profissional estará apto a diagnosticar a sua micose de pele e indicar um tratamento para micose de pele. 

Pessoa com coceira por conta da micose de pele

Micose de pele coça? Quais são os sintomas comuns?

A coceira é o sintoma mais típico de uma micose de pele que é causada geralmente nos locais onde o fungo se instala.

Mas ela pode surgir em qualquer lugar da pele, sendo uma coceira mais localizada ou espalhada para outros pontos. 

Sua manifestação costuma ser intensa, e ela pode incomodar bastante, junto com a coceira o aparecimento de manchas vermelhas na pele, ou de outras colorações podem surgir.

Essas manchas normalmente estão relacionadas com a resposta inflamatória do organismo podendo ser características de uma doença específica ou genérica.

 Ou seja, o formato, tamanho e coloração das manchas pode variar dependendo do microrganismo causador da micose de pele.

A coceira pode ser bastante perigosa, pois através dela é possível espalhar o microorganismo para outras partes do corpo.

E, além disso, também pode causar lesões que favorecem a entrada de vírus e bactérias que podem agravar o seu estado de saúde. 

Tipos de micose de pele

Conheça agora quais são os tipos mais comuns de micose de pele, e saiba como identificá-la de acordo com as suas características. 

Candidíase

É uma micose de pele provocada pela levedura Candida albicans, que está naturalmente presente na região oral e genital de homens e mulheres. 

Normalmente, essa levedura não provoca nenhum tipo de problema de saúde, entretanto a baixa imunidade, uso de medicamento e até mesmo excesso de calor e umidade podem ser responsáveis por provocar uma proliferação da levedura. 

Deste modo, é possível perceber os sinais e aparecimento da candidíase, principalmente em mulheres.

Pois, sua região íntima está mais suscetível a sofrer alterações de pH, e isso podem causar candidíase vaginal. 

Os principais sintomas são a presença de placas brancas, rachaduras no canto da boca, e no caso de cândida genital pode ocorrer corrimentos e a formação de placas brancas.

A candidíase oral também pode afetar bebês, adultos com sistema imune debilitado e com doenças crônicas. 

O tratamento para micose de pele causada por candidíase pode ser feito em casa, entretanto é preciso consultar um profissional de saúde, o dermatologista.

Pois, ele irá indicar o melhor tratamento que pode seguir o uso de aplicação de antifúngicos na forma de gel, líquido ou enxaguante bucal, e remédios antifúngicos orais para a Candida oral.

O Fluconazol para micose de pele é um medicamento que pode ser utilizado para tratar Cândida oral e também genitais, além de fluconazol, clotrimazol ou cetoconazol.

tipos de micose de pele fotos

Micose de unha

A micose de unha é conhecida como onicomicose, pode ser causada por fungos como: Epidermophyton, Trichophyton e Microsporum.

O principal sintoma da micose de unha é a alteração na coloração da unha que pode deixá-la amarelada ou esbranquiçada.

Com isso, a forma e a textura também sofrem alterações, podendo ocasionar o descolamento da unha e também sua quebra.

Ela pode ser transmitida para áreas ao redor da unha ou para outras unhas sendo mais frequentes no pé.

Essa micose de pele pode ser adquirida principalmente pelo compartilhamento de esmaltes e materiais para cortá-las, o uso prolongado de unha de gel, mão molhada por muito tempo e diminuir o uso de detergentes e removedores de esmalte. 

Outras doenças, como diabetes, também podem favorecer o surgimento de micoses de unha. 

O tratamento para micose de unha se dá através da indicação do dermatologista, com remédios em comprimido ou pomada. 

Uma outra opção para o tratamento de micose de unha é utilizar laser que elimina o fungo através dos raios infravermelhos.

O tratamento para micose de unha pode ser longo e geralmente varia de 6 a 12 meses, dependendo do grau de infecção.

Pois só é possível afirmar que o fungo foi eliminado quando a unha cresceu totalmente. 

Pessoa com micose de unha

Pitiríase Versicolor

É uma micose de pele causada pelo fungo Malassezia Furfur, ela é popularmente conhecida como “pano branco” ou também como “micose de praia”. 

É uma infecção mais frequente em pessoas com pele oleosa, ou durante a puberdade por conta dos hormônios que produzem mais sebo na derme. 

O principal sintoma dessa micose é a presença de manchas brancas na pele que são decorrentes da incapacidade de produzir melanina por conta da presença do fungo.

Também podem aparecer manchas pardas, vermelhas e escuras com descamação, que são notadas geralmente no bronzeamento.

Elas costumam ser descamativas e podem surgir isoladas ou agrupadas, e podem se localizar, no rosto, tronco, pescoço e parte de cima dos braços.  

O tratamento para micose de pele pano branco se dá através do uso de remédios como Fluconazol.

Mas também faz-se aplicação de antifúngicos locais, como cremes, pomadas e sprays.

A micose pode ser persistente, mesmo após o tratamento e nesse caso é preciso remarcar a consulta com um dermatologista para obter tratamento específico. 

Tineas

A Tinea é uma micose de pele que pode ser causada por espécies diferentes de fungos. 

Normalmente esse grupo de fungos causa manchas de micose na pele, ou então pode causar perda de cabelo, pois eles se alimentam da queratina.

Ela também acomete animais, por isso é conhecida como micose de cachorro na pele humana.

Podendo ser transmitida pelo contato direto com cães infectados ou por meio do compartilhamento de objetos com um animal que já possui o fungo

O tratamento para micose pele tinea  consiste no uso de medicamentos antifúngicos orais, shampoos ou loções.

Pessoa acometido por tinea

Pé de atleta 

Popularmente conhecida como frieira, este é um tipo de micose da pele que pode ser causada por fungos como Trichophyton, Microsporum e Epidermophyton.

Ela afeta majoritariamente as regiões na sola e entre os dedos do pé, onde aparecem lesões escamosas e eritematosas com coceira.

É importante secar bem os pés e se for necessário o uso de meias, é preciso escolher as que permitem o tecido transpirar e trocá-las, pelo menos, uma vez ao dia.

É importante também manter os sapatos higienizados, e evitar compartilhar os calçados com outras pessoas para que elas não se contaminem.

O tratamento para micose de pele pé de atleta consiste geralmente na aplicação de cremes ou pomadas antifúngicas.

Em alguns casos mais graves, em que os sintomas não apresentam melhora, o médico pode receitar comprimidos orais. 

Pessoa acometida com pé de atleta

Micose na virilha

A micose na virilha também é uma micose de pele, esta é uma infecção fúngica localizada na pele dos órgãos genitais e coxas, que pode aparecer quando há umidade excessiva e baixa proteção no sistema imunológico. 

Elas são causadas pelo fungo Tinea cruris, e são comuns em pessoas que usam roupas muito apertadas ou sintéticas, que não deixam o corpo transpirar o suor como obesos, atletas ou ao uso de roupas coladas e apertadas.

Pois esses fatores propiciam a criação de um ambiente quente e úmido, favorável ao seu desenvolvimento.

Desse modo, o tratamento para essa micose de pele consiste geralmente na aplicação de cremes ou pomadas antifúngicas como clotrimazol e econazol.

Pessoa acometida com micose de virilha

Impigem

A micose de pele impingem é o nome dado para doença causada por três tipos de fungos: Epidermophyton, Trichophyton e Microsporum

Conhecida também pelo nome de Tinha corporis, e pode acometer qualquer região do corpo, caracterizando-se por uma erupção cutânea com uma pele mais clara no meio.

Desse modo, o tratamento é feito com agentes antifúngicos, pomadas e até mesmo compridos. 

Tratamento para micose de pele

Já abordamos anteriormente, a importância de buscar tratamento médico com um profissional de saúde formado em dermatologia. 

Pois ele pode indicar o melhor tipo de tratamento, de uma maneira geral o tratamento é feito com base em pomada para micose de pele, remédio para micose de pele.

As recomendações e duração do tratamento vão variar dependendo do tipo de doença, entretanto tratamento costuma durar uma média de 30 a 60 dias. 

É importante manter também a orientação médica até o fim, pois mesmo que os sintomas desapareçam não é um indicativo de que você está curado.

Veja alguns dos medicamentos utilizados para o tratamento de micoses de pele.

Remédio para micose de pele

Os comprimidos orais são muito importantes para o tratamento de micoses de pele, principalmente para as mais profundas e difíceis.

Pois eles possuem atuação rápida e permanecem na corrente sanguínea evitando a proliferação desses microorganismos.

Dentre os medicamentos mais comuns podemos citar:

  • Izonax;
  • Cetoconazol;
  • Dexason;
  • Cetomicoss;
  • Decadron.

Creme e pomada para micose de pele

Ajudam no tratamento, aliviando os sintomas como a coceira e também na diminuição das manchas, portanto são muito importantes para o tratamento.

Os usos mais comuns são: 

  • Cetoconazol Creme;
  • Canesten Creme;
  • Fungisten;
  • Clotrimazol Creme;
  • Clotrimazol.

Remédio caseiro para micose de pele

Os tratamentos caseiros devem sempre seguir a orientação médica, ou seja, o médico deve te orientar mesmo que você possa realizar o tratamento em casa.

E, é importante ressaltar que eles não substituem os tratamentos com remédios específicos, mas é possível somá-los. 

  • Uso de óleo de melaleuca com propriedades antifúngicas. A diluição deve ser de, no máximo, 4 gotas em água. A aplicação é feita com um algodão na área com manchas;
  • Elaboração de um spray para micose antifúngico natural, com óleo de alfazema e vinagre de sidra;
  • Aplicação de chá de folha de mandioca, também com um algodão, na região afetada pela micose de pele;
  • Chá de camomila, aplicado com um algodão. Ele tem efeito calmante que funciona como alívio para coceira.
  • Uso de sabonete para micose de pele: Sabonetes Sabofen e Micosan podem ajudar a aliviar os sintomas.

Como prevenir a micose de pele

Existem algumas medidas que você pode tomar para prevenir o aparecimento de micoses de pele.

Por isso siga as recomendações:

  • Evite compartilhar toalhas, roupas e lençóis com outras pessoas (principalmente com aquelas que têm micose);
  • Priorize o uso de roupas de algodão e evitar vestimentas muito apertadas;
  • Caso você tome banho em locais públicos ou frequentar piscinas de uso coletivo, use sempre chinelos;
  • Não deixe de trocar as roupas íntimas e as meias todos os dias;
  • Mantenha a pele sempre seca e limpa.
  • Não utilize roupas molhadas

Agora você já sabe tudo sobre micose de pele

Neste conteúdo buscamos apresentar tudo que você precisa saber sobre micose de pele, e como utilizar os medicamentos para trata-la, e minimizar os sintomas.

Não esqueça que procurar o auxílio de um profissional de saúde é fundamental para que você possa eliminar a micose de pele de vez do seu organismos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy link
Powered by Social Snap